CERTIC quer TDT adequada para cidadãos com necessidades especiais

O Engenheiro Francisco Godinho, que coordena o Centro de Engenharia de Reabilitação em Tecnologias de Informação e Comunicação (CERTIC), da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), tem lutado pela adopção, na futura regulamentação da televisão digital terrestre em Portugal, de normas que permitam um melhor acesso dos pessoas com necessidades especiais.

Francisco Godinho espera que a TDT possibilite a existência de um intérprete de língua gestual opcional ou áudio-descrição para pessoas cegas, o que poderia ser oferecido caso seja reservado espaço no espectro para tais serviços.

Aguarda uma posição do governo sobre o assunto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s