TDT e a pirataria: o caso brasileiro

A pirataria e os direitos do autor estão no centro das discussões da recém implementada TV digital terrestre brasileira, que arrancou em Dezembro de 2007. As emissoras querem que o Governo obrigue que os descodificadores para a TDT, que estão sendo vendidos no país, tinham um dispositivo bloqueador de gravação de conteúdos.

Diante das pressões dos grandes grupos de comunicação, os ministros do presidente Lula da Silva adiaram a decisão sobre o projecto, mas já admitiram que a indústria de aparelhos de alta definição, de plasma e LCD, possa fabricar televisores com o equipamento.

No entanto, a decisão final ainda não foi tomada. Há uma tendência para que a gravação seja autorizada pelo menos uma vez, evitando assim as cópias comerciais e limitando as gravações às cópias domésticas.

One response to “TDT e a pirataria: o caso brasileiro

  1. Os discursos sobre autoria e direitos autorais ainda não conseguem perceber, oficialmente e normativamente, que o meio digital tem em sua base a replicabilidade informática. Aparentemente é uma das razões para ainda não se ter uma resposta razoável para esse problema que antes de tudo é legítimo. Enquanto a resposta não vêm os representantes do Estado e do setor privado ficam batendo cabeça ao se buscar formas de impedir que o utente duplique ou replique o que lhe chega em casa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s