O padrão brasileiro da TV digital terrestre

O Brasil é um caso bem particular no mundo que envolve a TDT. O país foi o único que adoptou o padrão japonês, além do Japão. No entanto, fez tantas adaptações que não é incorrecto dizer que criou um novo sistema.

Com quase 200 milhões de habitantes, o Brasil pode dar-se ao luxo de tentar estabelecer seu próprio mercado, que reflectirá na indústria de descodificadores, televisores, etc. A intenção agora é tentar ampliar a área de influência para outros países da América Latina. Para isso conta com o apoio do governo do Japão.

O vice-ministro das Comunicações e Assuntos Internos do Japão, Akira Terasaki, está neste momento no Brasil, onde se reúne com o governo. Depois seguirá para a Argentina e o Equador, para tentar persuadir os respectivos governos a adoptarem o padrão “nipo-brasileiro”. O Peru também é um dos países interessados na tecnologia.

Cabe lembrar que, além do padrão japonês para a TV digital terrestre, há os padrões europeu, chinês e norte-americano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s