Um importante projecto da Universidade Lusófona

Os dados publicados no blog ontem, a respeito da investigação da Universidade Lusófona sobre a TV digital em Portugal, foram levantados no âmbito do Projecto ADOPT-DTV, composto por investigadores da Universidade e representantes do Obercom e da Anacom. Fazem parte da equipa:

  • Célia Quico – coordenadora-geral
  • Manuel José Damásio – investigador responsável
  • Sara Henriques
  • Iolanda Veríssimo
  • Conceição Costa
  • Gustavo Cardoso (Obercom)
  • Vera Araújo (Obercom)
  • Mário de Freitas (Anacom)
  • João de Castro (Anacom)

O projecto conta com com um site, onde são publicadas as acções do grupo e os resultados dos estudos. Para além do inquérito cujos dados estão a divulgar actualmente, há outras vertentes a serem exploradas, conforme explicam:

“O projecto ADOPT-DTV integra mais três estudos empíricos, a saber:
– estudo etnográfico junto de uma amostra de 30 famílias residentes nas zonas-piloto do switchoff;
– entrevistas com partes interessadas/ stakeholders no campo da TV digital;
– estudo de usabilidade, para proceder à análise comparativa da eficácia e satisfação dos principais sistemas de TV digital.”

É uma excelente e importante iniciativa da Lusófona, que deita luz sobre o processo de implementação da TV digital terrestre portuguesa, cumprindo de forma exemplar o papel que cabe à academia, em relação a um tema cujas consequências não são apenas tecnológicas e económicas, mas também sociais.

2 responses to “Um importante projecto da Universidade Lusófona

  1. panfleto anónimo RTP/RDP “Classificado”
    Encontrei isto numa pesquisa que fiz no google,é sobre um panfleto anónimo que circula entre os funcionários da RTP e RDP, onde fala como situação da rtp é muito grave,com ordenados chorudos de 12,15,25 mil euros, e outros assuntos muito graves

    este link aponta para o syte do partido pnr

    http://www.pnr.pt/wp-content/uploads/RTP.pdf

    Podemos bem ver como este pais precisa de uma revolução, para,ordem, liberdade, justiça,sejam estabelecidas neste pais.
    Temos lutar contra isto vamos passar esta massagem

  2. A “revolução” pode começar com panfletos assinados, com pessoas dispostas a lutarem por seus direitos de forma frontal e não sob o anonimato.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s