ANACOM processa Zon mas não se pronuncia sobre o MEO

Segundo apuração da Lusa, que li no Público, “A ANACOM vai actuar juridicamente contra a ZON por esta operadora tentar vender serviços de televisão paga em Alenquer supostamente para garantir o acesso à Televisão Digital Terrestre (TDT)”.

“A ANACOM critica a actuação da ZON, por estar a induzir em erro as populações, e promete actuar ‘com firmeza contra este tipo de comportamento'”.

A atitude é louvável, mas a ANACOM deveria agir da mesma forma relativamente à PT, que é a empresa detentora das licenças de operação da TDT em Portugal, pois o MEO também veiculou, por meio do Google, publicidade que utilizava a desculpa da TDT para vender mais pacotes aos telespectadores, como vê-se na imagem abaixo:

Quais são os pesos e as medidas usados em casos como este?

4 responses to “ANACOM processa Zon mas não se pronuncia sobre o MEO

  1. E imagino o que irão sofrer os espectadores que tiverem que recorrer à emissão via satélite. O MEO fornece o equipamento, fica com os contactos, e não dou muito tempo para que sejam bombardeados com “ofertas” dos pacotes de canais do MEO.

  2. O grau de gravidade de ambas as situações é bem diferente: uma coisa é fazer publicidade activa junto dos clientes com informação falsa, outra é aproveitar a situação para fazer publicidade à sua oferta no Google apontando para a homepage do operador. É de esperar que outros operadores façam o mesmo, chama-se a isso bom planeamento publicitário e algo que pode ser útil porque podem haver muitas pessoas que estando informadas vão aproveitar para escolher um operador de TV paga.

    No entanto, esta notícia não deve surpreender ninguém porque a Zon há muito que mente aos seus atuais e futuros clientes. Vejam-se a quantidade de “brevementes” da sua oferta atual. Chegou ao ponto de anunciarem na gerlha um canal durante meses “brevemente disponível” que foi em exclusivo para outro operador. Por isso, isto é mais do mesmo na sua estratégia de lucrar a qualquer custo.

  3. Caro Vitor,

    Não vejo muitas diferenças entre as duas campanhas publicitárias. Mesmo porque a PT é a responsável pela implementação da TDT e deveria agir de forma exemplar e esclarecedora e não aproveitar o facto para vender pacotes MEO. “A TDT está a chegar, assine MEO” é, a meu ver, algo passível de uma intervenção dos órgãos reguladores.
    Além disso, o que está no post é apenas uma ponta de toda a estratégia. Há relatos de que vendedores do MEO dizem que os clientes terão que pagar para ver TV com a implementação da TDT, de forma a tentar persuadi-los a assinarem os serviços.
    Acho que caberia, no mínimo, uma investigação mais aprofundada da Anacom sobre o assunto.
    Quanto à Zon, a atitude da Anacom foi certíssima.

  4. Reforço a opinião do Sérgio!
    As situações não são iguais, pois não! Mas é no sentido inverso! As responsabilidades da PT – adquiridas quando concorreram à TDT, e consubstanciadas no Título de exploração do MUX A – são muito maiores do que as da ZON!!
    Basicamente, à PT está vedada a possibilidade de concorrer contra a TDT, por força das obrigações adquiridas pelo Título habilitante!! A PT não deve fazer concorrência à TDT! Aliás, o caderno de encargos e título habilitante obrigam-na isso sim a promover e divulgar a TDT. Aproveitar a palavra chave “TDT” num motor de busca para desviar público da TDT é claramente uma violação das obrigações da PT emitidas pela Anacom!
    A ZON tem tido comportamento pouco ético, mas a PT tem obrigações que a ZON não tem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s