As políticas do PSD: privatização da RTP e fim das golden shares na PT

Há uma semana enviei um email ao PSD, por meio do website do partido, questionando quais seriam as políticas que o novo Governo iria aplicar em relação à implementação da TDT. Ainda não obtive resposta, mas por meio de alguns jornais já é possível colher indicativos.

Na última quarta-feira, dia 15, em entrevista concedida ao Financial Times (para ler a reportagem é preciso fazer o registo gratuito), Pedro Passos de Coelho reafirmou a intenção de privatizar um dos canais da RTP. Só não detalhou como isso será feito.

Há indícios ainda de que, finalmente, o Estado cumprirá a determinação da União Europeia e deixará de ter as golden shares na PT. Esta seria uma das exigências que constariam no memorando de entendimento firmado com a “troika” e que deve ser cumprida até Julho, conforme adiantou o analista Rui Barroso, no Diário Económico.

Portanto, como já se esperava de um governo de centro-direita, o Estado deverá deixar a posição de agente central no mercado televisivo para exercer a função de regulador, como manda a cartilha neo-liberal.

Resta saber se as mudanças resultarão em mais canais para a população e menor custo para a adopção da TDT, o que é o mínimo que os portugueses poderiam receber em troca do dividendo digital.

3 responses to “As políticas do PSD: privatização da RTP e fim das golden shares na PT

  1. Pois isso já ele dizia antes da troika , pois ao que parece há aqui muitas jogadas , se privatizarem um dos canais da RTP , la vem a mesma desculpa de sempre não a mercado para mais canais em sistema livre , ou seja ficamos com 3 privados , mas com o mesmo numero de canais. não aumentam mas complicam ainda mais.
    O futuro da televisão digital Terrestre em Portugal é deixar de ser viável , enquanto se fazer campanhas do tipo que “quem já tem tv por assinatura não precisa de altera nada” e que a TDT é para o avozinho e avozinha , com estas ideologias daqui 10 anos vamos deixar de ter televisão em sinal livre.
    A 10 anos que se reclama mais oferta de canais mas houve sempre as desculpas , mercado, espaço radio eléctrico, direitos de transmissão , e etc de outras desculpas que me disseram ao logo deste anos em resposta das cartas que escrevia a RTP, também acho que miguem, se não quem discute estes assuntos, se debate o porque da marca pública estar presente nos serviços de televisão por assinatura , como é o caso da RTP1,RTP2,RTPAçores,RTPMadeira,RTPAfricaRTPNoticias,RTPMemoria ,RTPHD,
    a marca RTP é um bem Público por isso acho que serviços de de televisão por assinatura , estão a cometer pirataria, ao transmitir os canais públicos, como é o caso RTP1,RTP2,RTPAçores,RTPMadeira,RTPAfrica,com programas públicos como é o caso RTPNoticias,RTPMemoria ,RTPHD este últimos canais dizem serem privados por serem financiados por investimento privado, mas o seu conteúdo é público , pois foi pago pelos contribuintes, se eu pago porque tenho que pagar mais para ver os mesmo programas e canais “RTP1,RTP2,RTPAçores,RTPMadeira,RTPAfrica” ?
    Não é pirataria revender uma coisa que de livre de acesso e pago por todos ?
    Acho que todos os canais temáticos da RTP deveriam deixar os serviços pagos e passarem a serem transmitidos exclusivamente na Televisão digital Terrestre, só assim que o futuro da TDT será viável.

  2. Programa de Governo:

    Comunicação Social
    O Governo pontuará a sua actuação pela Mudança pautado pelo novo contexto tecnológico e financeiro. Esta Mudança exige que o Estado assegure de forma clara e firme uma concorrência transparente e, sobretudo, o acesso de todos os cidadãos aos conteúdos, incluindo a informação independentemente da plataforma tecnológica.
    As mudanças em curso (v.g. a Televisão Digital Terrestre, que deverá cobrir todo o País em 2012, e as novas gerações de banda larga) exigem especial cuidado de forma a garantir que não há cidadãos excluídos particularmente por razões económicas, pelo que o Estado compromete-se combater qualquer tipo de exclusão, actuando de forma rigorosa na esfera legislativa e reguladora.
    O Estado deve repensar o seu posicionamento no sector da Comunicação Social, enquanto operador, tanto ao nível do Grupo RTP como da Lusa. Para tal deverá igualmente proceder-se a uma definição de serviço público que inclua, entre outras realidades, a administração e gestão do acervo de memória.
    O Grupo RTP deverá ser reestruturado de maneira a obter-se a uma forte contenção de custos operacionais já em 2012 criando, assim, condições tanto para a redução significativa do esforço financeiro dos contribuintes quanto para o processo de privatização. Este incluirá a privatização de um dos canais públicos a ser concretizada oportunamente e em modelo a definir face às condições de mercado. O outro canal, assim como o acervo de memória, a RTP Internacional e a RTP África serão essencialmente orientados para assegurar o serviço público.

    O que acha disto Sérgio?

  3. Para mim é importante a existência de um serviço público de televisão mas com uma programação mais interessante e barata. Quem olha para a RTP1 vê a Sónia e o Gabriel de manhã naquele programa sem interesse para ninguém, anão ser para os idosos e á tarde outro programa do género mas com a Tânia e o Baião ou seja o mesmo tipos de programas da TVI e da SIC.
    Chega é necessário mudar a programação da RTP1, esta devia apostar em séries de boa qualidade em documentários portugueses e estrangeiros
    cinema português e estrangeiro de boa qualidade., continuar a apostar na boa informação e apostar mais no desporto em geral, peças de teatro mais programas de música etc…
    Com este tipo de programas teríamos um melhor serviço público na RTP1
    Quanto aos outros canais sou da opinião que todos os canais da RTP devem ser transmitidos na TDT porque esta é uma estação publica somos todos nós que pagamos e todos nós devíamos ter direito a ter em canal aberto todos os canais.
    Para finalizar não querei-o que o Passos Coelho privatize a RTP senão seria o desastre televisivo em portugal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s