Sol: “Decisão do Governo de vender RTP1 divide opiniões”

O jornal Sol publicado nesta sexta-feira divulgou a listagem que eu havia disponibilizado neste blog, sobre os canais públicos dos países da União Europeia que estão na TDT.

Clique na foto para ler a reportagem.

20 responses to “Sol: “Decisão do Governo de vender RTP1 divide opiniões”

  1. Parabéns pelo blog!
    Ainda bem que os meios de comunicação e muito graças a si e ao seu estudo estão a falar na TDT e no numero de canais. Acho uma vergonha termos apenas 4 canais e um a preto a gastar luz e meios, porque alguém tem de pagar. Em relação ao facto de dizerem que o mercado não chega para todos, não concordo… e canais temáticos? e canais locais e regionais? e radios que ninguém fala delas mas não estão la e podiam estar! Mudar para a TDT? para que???? é igual ao analógico… novelas, novelas e mais novelas. Estarão a espera por o fim das emissões analógicas para fazer algo? É assim… é o país que temos…
    Em relação a este grupo do facebook https://www.facebook.com/group.php?gid=115308941815190 acho que deveria actualiza-lo para os novos grupos disponíveis no facebook e acho que temos que fazer mais… não podemos ficar assim a ver o tempo passar… novo governo, novas medidas novas atitudes. Soube que entregaram uma petição em 2009 para a TDT mas pensem que em 2009 ou 2010 para alem de muita gente nem saber o que é a TDT o governo era outro. Não acham que esta na altura de fazer outra petição ou algo do género? de certeza que hoje seriam mais os interessados.

  2. Caro José,

    Obrigado pelos elogios ao blog. Acho realmente importante o País discutir com mais profundidade a questão da TDT. É importante que as pessoas tenham consciência sobre as possibilidades que ela oferece para, desta forma, poderem exigir serviços de melhor qualidade e com uma maior oferta.
    Acho que a ideia da petição é interessante para que o novo Governo possa reavaliar ou ao menos olhar com mais atenção para a TDT, de forma a entregar às pessoas um serviço realmente inovador.

  3. A petição talvez fosse uma boa ideia e de certeza que teria todo o apoio do bloco que esquerda pois já demonstraram o seu apoio aqui http://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalheIniciativa.aspx?BID=36157. A inclusão de canais espanhóis em Portugal também seria interessante… visto eles quererem fazer o mesmo com os nossos! http://www.diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=14611:tdt-portuguesa-vai-permitir-transmissao-dos-sinais-da-rtp-e-da-rdp-na-galiza&catid=10:comunicacom&Itemid=40
    Seria capaz de elaborar a petição?

  4. Quem não se lembra nos anos 80 o aparecimento de canais piratas em Portuga,l acho que O mais famoso foi um canal que pareceu no Porto, que na aquela altura foi interpretado como uma forma de protesto, alguns diziam que isto era um sinal que se tinha dar espaço aos privados .
    Acho que 5 anos depois apareceu a SIC e a TVI
    O que acham abertura de canal local ou regional “pirata” como forma de protesto, onde poderíamos colocar todos as nossas reivindicações, pois depois anos e anos de protesto, minguem da ouvidos ao nosso protesto, quando miguem se importa , “passamos ao radicalismo”.
    Para mim o canal passaria só mensagens e explicações o que é a TDT e as suas reias vantagens, só assim causando polémica e alguma ilegalidade , iria fazer como muita gente despertar para as reais vantagens TDT, mas eu não tenho o mony , se tivesse fazia em forma de protesto.
    Uma das mensagens poderia ser .
    “Enquanto a RTP,SIC e TVI não colocarem mais canais na televisão digital Terrestre este canal continuara existir. ”

    Existe tantas cidades com universidades não haverá nenhum curso queira fazer uns testes práticos de transmissão de um canal TDT ? 😉

  5. Caro José,
    Caso façam uma petição terei todo gosto em divulgá-la no blog, mas enquanto investigador não cabe a mim a iniciativa.

    Caro CMatomic,
    A TV pirata é proibida por Lei e emissões sem autorização da ANACOM constituiriam crime. Portanto não penso que é uma boa ideia.

    Abs

  6. Olá CMatomic.
    A ideia não seria propriamente nova visto as televisões piratas aparecerem sempre normalmente quando há uma total insatisfação por parte das populações com o estado da televisão nos países onde aparecem. Espanha e Itália são o exemplo máximo disso.
    Eu seria o 1º a embarcar numa ideia dessas mas o problema é que enquanto ninguém começar não vai haver pessoas que se queiram juntar. Nos anos 80 quando apareceu a TRL em Loures logo abriram outras duas e a TRA na Amadora logo abriram a RTA e o Canal 3. Tenho a certeza que basta abrir a 1ª para outras seguirem logo atrás. É um problema português infelizmente.
    Se não é legal? A Cuatro é uma televisão nacional espanhola e começou como pirata. E a lei da TV por cá prevê a existência de tv´s locais só que não abriu concurso público. E até está previsto um mux para televisões locais e o canal para Lisboa já agora é o 59.😉
    Quando é que começamos?

    • sobre o dito tal canal, é muito caro, só com uns 10 mil euros é que ficava uma coisa em condições para só para uma zona local ai ate 80 km mais ou menos .
      Mas a nível amador com uns arames uma solda pode-se fazer o mesmo mas é preciso saber fazer🙂

      • Isso pode ficar substancialmente mais barato. Depende do que se quer fazer. Falemos em privado…

  7. Boa tarde,
    Compreendo que não possa ser você a tomar a iniciativa de realizar a petição, mas sou novo nestas coisas da TDT e nas petições não sei de que forma pode ser entregue as entidades responsaveis nem como fazer chegar as mesmas a petição. Coloquei a ideia aqui de forma a que possam haver mais interessados que ajudem à ideia.
    Em relação ao canal pirata acho a ideia boa, mas como é que isso funciona e como é emitido alguem sabe dar umas luzes a este pobre novato?

  8. Viva meus caros.
    Se alguém quiser falar a sério sobre emissão de tv é falar em privado comigo por exemplo. E já vamos tarde, mas pode ser que ainda dê para fazer muita coisa…

  9. E ainda há outras possibilidades! Sem deixar de concordar que uma TV pirata hertziana poderia ser algo que abanasse o sistema e contribuisse decisivamente par ao progresso do país (lembremo-nos que se não fossem as Rádios Piratas ainda hoje não teríamos radios locais no nosso país…) queria aqui lembrar outras possibilidades:

    1 – Transmissão por satélite para o mercado português. É financeiramente mais difícil mas não é tanto como pode parecer. Reparem na quantidade de tele-lixo que há nos satélites e conseguem ter € para financiar! Além disso a TV não necessitava de emitir 24/24h – bastava 1 dia por semana, ao Domingo ou Sabado à noite (em time sharing com outro canal), no satélite Hispasat – que cobre muita gente em Portugal – ou então no Hotbird para lançar o entusiasmo. E se essa emissão partisse de França por exemplo, pouco poderiam fazer as autoridades portuguesas.

    2 – Emissão terrestre, hertziana, mas a partir de Espanha. Uma cidade fronteiriça com boa visibilidade sobre o nosso território poderia ser o local ideal para instalar um emissor pirata virado para Portugal. Essas TV’s existem em Espanha e não parece haver problema nenhum…

    3 – Emissão na NET. Bem sei que já existem, mas é necessário aparecer um projecto que mexa mais a sério.

    Enfim, eu tentava reunir gente fora de Portugal e atacar a ideia numero 1, pois seria um canal em Portugues para a Europa, não só para Portugal, mas insurgindo-se contra a ditadura das 3 generalistas no nosso território.

    • Viva! Tanta volta não seria necessário. A 1 é interessante mas dispendiosa. A 2 só seria viável se a zona mais habitada do país bem como as principais cidades não se encontrassem exactamente do lado contrário a Espanha. A 3 é o complemento necessário à ideia de 1 emissor livre.
      Alguém mais para fazermos uma troca de ideias mais aprofundadas?

  10. Há quem aposte no surgimento de TVs piratas nos mesmos moldes do que ocorreu com as rádios piratas nos anos 80. Já tenho alguns depoimentos sobre o tema e pretendo escrever algo sobre isso em breve.

    • Caro Sérgio.

      Não sei se já cá estavas nos anos 80 provavelmente não mas por incrível que te possa parecer o fenómeno das televisões piratas começou a massificar 1º que o das rádios piratas. Só depois de fecharem as televisões é que se começou a intensificar o das rádios piratas. Posso dar o exemplo de na Amadora os donos da Televisão Regional da Amadora depois de fecharem abriram a então Rádio Mais nos mesmos estúdios.

    • Boas Sérgio , uma coisa tenho notado sempre que se fala na historia da televisão em Portugal,nunca se faz referencia ao apreciamento das televisões “piratas ” em Portugal , seria interessante alguém fizesse um estudo sobre essas televisões o que elas representavam para as populações, que meios tinha e o porque nunca foram legalizadas como aconteceu em Espanha, onde um canal pirata se tornou legal, já algum tempo tenho andado a investigar através do google sobre as televisões piratas , encontrei algumas coisas interessantes, temas desde televisão da rua ou seja alguém transmite uma emissão televisiva só para sua rua, o hijacking broadcast alguém que bloqueá o sinal estação original e transmite o seu sinal, mas quando se refere a historia da pirataria televisiva de transmissão em portugal quase nada se encontra só em blogs e comentários em forums de resto não nada que sobre a historia da televisão pirata em Portugal.
      já agora ainda tenho um comentário que aguarda aprovação
      do dia Junho 25, 2011 às 10:34 pm
      eu sei que sou um bocado radical nas respostas , mas assim há mais conversa e debates🙂

  11. Caro Antenis,

    Ainda não investiguei a fundo a questão das TVs piratas em Portugal, mas está nos meus planos desenvolver algum artigo sobre o tema, o que vai demandar um estudo aprofundado. A suas informações são muito importantes.

    Obrigado.

    Um cordial abraço.

  12. Vejam só a ironia, os operadores de tv free-to-air não aceitavam que houvessem mais um operador(“player” à lá Balsemão) devido ao mercado publicitário estar estagnado, isto na altura da Telecinco/Zon Conteúdos. Agora, por mais que não queiram e há força toda terão que dar uma fatia do bolo.
    Isto para mim até é entusiasmante da forma como foram(são) cínicos e gananciosos, pois por vontade deles ainda nem existia a “”Rádio da Beira FM””.

    E já agora, sou contra a privatização total da RTP, no meu ponto de vista deveria-se acabar com a rtp1, África, Antena 3 e deixar a rtp2, Noticias, Memoria e Antena(1,2) em sinal aberto via TDT. Por via satélite para os cinco continentes devia-se manter RTPi e RDPi.
    Nas regiões Autónomas deveria-se privatizar a rtp Madeira/Açores, e também fazer o mesmo as Antenas M/A. Na ilhas, quem comprasse os canais teria que estar restrito ao mercado publicitário dos mesmos. Não me perguntem se sobreviveriam ás condições impostas, que não sei como responder:

    Continente/ilha TDT –> RTP 2, Noticias, Memoria e Antena 1,2
    Continete FM(Temp) –> Antena 1 e 2

    Isto é a minha opinião como telespectador e cidadão Português, pois eu sei que isto teria alguns custos, mas sustentar uma casa mãe como a RTP, isso é que não. Aliás, até se pode comparar a RTP1 com os privados a nível de programação, excepto alguma ficção nacional.

    ****Este conjunto de palavras não foi escrito ainda ao abrigo do Novo Acordo Ortográfico****

  13. Então pessoal quando é que fazemos a pirata? Passou-vos a vontade?
    Vêem! É este o problema da TDT. Nunca ninguém avança…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s