A TDT e o futuro do Serviço Público de Comunicação

Voluntariamente, enviei minha colaboração ao grupo de trabalho constituído pelo Governo de Portugal para definir o conceito de Serviço Público de Comunicação.

No texto procurei esclarecer a importância da ampliação do debate sobre a TDT e também a necessidade urgente da inclusão do Dividendo Digital nas discussões sobre o serviço público de comunicação, uma vez que Portugal acatou a orientação da União Europeia e irá utilizar a faixa dos 800 MHz para serviços de comunicações electrónicas, entre os quais a Internet em banda larga, que deve estar em pleno funcionamento já em 2013.

Aproveitei também para ressaltar a estratégia de muitos países europeus que reforçaram os serviços públicos de forma a estimular os cidadãos a aderirem à TV digital terrestre. Sugeri que Portugal deveria fazer o mesmo.

O texto está disponível aqui (em pdf).

Anúncios

2 responses to “A TDT e o futuro do Serviço Público de Comunicação

  1. Rui Gabriel Ramos Cleto

    Excelente. A ver se “acorda” as entidades competentes…
    Julgo que também deveria ser enviado ao provedor da RTP para obter comentários.

  2. Obrigado Gabriel. Acho realmente que temos que buscar colaborar da maneira que nos cabe. O debate sobre a TDT e o Dividendo Digital precisa ser muito mais amplo, pois estamos a falar do futuro das comunicações em Portugal.

    Um abraço,
    Sergio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s