Debate sobre a TDT na RTP Informação

Na próxima quarta-feira, dia 4, às 22h30, participarei de um debate sobre a televisão digital terrestre, no canal RTP Informação. Será uma excelente oportunidade para discutir a implementação da TDT em Portugal.

Caso tenha sugestões  de temas, referentes ao assunto, que possam ser abordados, esteja à vontade para deixar um comentário.

25 responses to “Debate sobre a TDT na RTP Informação

  1. Boa tarde

    Penso que esta será uma boa oportunidade para demonstrar que este modelo de TDT não serve e o Sergio Denicoi certamente saberá fazer isso.

    Penso que seria oportuno atirar para cima da mesa o modelo espanhol em que cada operador tem um mux atribuído onde transmite todos os seus próprios canais.

    Ex:

    RTP -> RTP1, RTP2, RTP Informação, RTP Memória, RTP África, RTP HD
    SIC -> SIC, SIC Noticias, SIC Radical, SIC Mulher, SIC K, SIC HD
    TVI -> TVI, TVI 24, TVI HD, Outros

    Todos os operadores ficariam a ganhar pois permitia que todos continuassem a distribuir entre si o “bolo” publicitário além de conseguirem captar audiências aos operadores de TV por cabo.

    Cumps

    ra20

  2. O Sérgio deveria abordar nesse debate a forma como o TDT está a ser implementado, sugerir como disse o ra20, o número de canais, e as vantagens de ter mais canais na TDT. Os canais da RTP, SIC e TVI deverias estar todos na TDT, ou pelo menos além dos 4 canais nacionais, adicionar a RTP Memória, RTP Informação, RTP HD e RTP Internacional.

    Com mais canais na TDT, era um incentivo aos portugueses a mudar mais rápido para a TDT. Eu já o teria feito, pois ia ganhar algo mais que a qualidade de som e imagem (resta dizer que na minha zona, Braga, tenho qualidade de imagem e som excelente com o sinal anaógico!! Não sinto necessidade de mudar!!)

    Outra questão que se deveria falar será a das “zonas sombra”, e da dificuldade de se adquirir um receptor TDT DTH nas lojas PT! Tenho um colega de trabalho de Arcos de Valdevez que se encontra a morar numa zona zombra, e teve que efectuar 3 deslocações a Braga por causa de um descodificador para a TDT DTH. A cerca de seis meses na loja quando se falava na compra desse equipamento, era sugerido a aquisição do serviço Meo Satélite! Para não falar que o preço dos equipamentos DTH são extremamente caros, e a migração para uma habitação com 3 tvs fica muito mais cara que os 25€ que se paga por um descodificador terrestre… A PT tem condições para dar cobertura a 100% do país! É rara a zona do país onde a PT não tenha fibra optica a passar! Segundo li, os emissores da TDT têm um alcance superior aos emissores analógicos. Instalar mais emissores Digitais não ficava nada mal à PT!!!

    A Anacom anda a defender com “unhas e dentes” a PT, quado devia estar do lado dos cidadãos que vão ter de pagar valores avultados para migrar para uma tecnologia que não irá tirar grandes beneficios!

    A campanha de informação da TDT dada pela Anacom foi tardia e pouco esclarecedora, fui a uma dessas sessões e não sai de lá com duvida nenhuma esclarecida, pois respondem com questões tipo e sem o minimo de sentido. A PT só a cerca de uma semana começou a sua campanha de informação, o que também nada esclareçe!

    Gostava de saber se as zonas mais remotas das grandes cidades foram devidamente informadas, e se as pessoas idosas estão informadas! Tenho reparado que na zona do Gerês por exemplo, existe muito o “diz que disse” a cerca da TDT e estão todos a esperar pelo momento da televisão falhar para ver se é mesmo verdade! enfim… só em Portugal..

    Outra questão que gostava de ter esclarecida, é o motivo de a Anacom, quando a PT entregou de volta a licença dos canais pagos, não ter lançado novo concurso, visto haver mais um operador interessado na licença desses canais!!! Penso que o operador era a AirPlus!

    Grande abraço Sergio! Sou grande apreciador do trabalho que anda a desenvolver, e seguidor assiduo do seu blog (que considero, o mais esclarecedor da area)
    Obrigado por defender esta causa!

  3. Gostaria fosse debatido a questão de canais locais e regionais se actual rede permite isso e também as rádios na TDT , a questão serviços interactivos, canais em alta-definição ,

  4. Falta referir para quando as emissões em 16/9 de todos canais nacionais

  5. Eu perguntaria apenas…
    “Por que é que este debate não está a acontecer num canal em sinal aberto?” A RTP-Informação já devia estar na TDT, e as pessoas que precisam de ver este debate são precisamente aquelas que não estão a ver!

  6. Bem, afinal perguntava ainda mais uma coisa:
    – O que é que a ANACOM tem feito sobre o bombardeamento diário de telefonemas da PT para casa dos consumidores a tentar impingir o MEO? Relembro que a PT tem obrigações contratuais de promover a TDT e promove em vez disso a plataforma paga MEO. Isto é uma violação do título de utilização de frequência TDT e não é o que estava previsto no caderno de Encargos. Aliás, a massificação da TDT foi até o critério com mais peso aquando da atribuição da licença de operação.

  7. António Gonçalves

    Sergio
    Não se esqueça de mencionar por exemplo o caso de Paredes de Coura, um concelho onde 95% da população vai ficar privada da TDT, com a agravante de um retransmissor que serve praticamente todo o concelho vir a ser desactivado.
    Cumprimentos

  8. A grande pergunta continua a ser, que contrapartida temos em relação ao espectro a que (involuntariamente) abdicámos? Somos obrigados a “investir” em equipamento para quê? Não temos nenhum canal adicional nem um único em HD (quando deveriam ser todos). Quanto à rádio, nem se fala (literalmente). Acontece aqui o contrário do que se passou com a introdução das emissões a cores. Quem pretendeu aceder à qualidade acrescida que este passo representou (ao contrário do que se passa na “nossa” TDT), adquiriu equipamento para o efeito e beneficiou das vantagens proporcionadas pelo mesmo. Quem não considerou o investimento justificável (ou não teve possibilidades para o fazer), não foi afetado: continuou a aceder às emissões como sempre fez. Custo para estes? =0. Neste momento, não temos alternativa a “investir” em equipamento que não nos vai trazer nada de novo. Quanto à RTP, as perguntas são forçosamente as mesmas. Uma vez que todos pagamos a RTP, como justificam que a maioria dos seus canais estejam disponíveis apenas para alguns (os que dispõem de televisão por assinatura)? No caso da RTP HD nem a questão dos conteúdos se coloca, pois é o mesmo da RTP-1.

  9. Obrigado a todos. Questões lidas e anotadas. Vamos ver se eles nos vão esclarecer os pontos obscuros da TDT.

  10. Boa tarde Sérgio,
    Tenho seguido de perto o seu trabalho do qual ressalvo a qualidade e isenção.

    Como sabe, todo este processo de mudança para o TDT está inquinado. Como já foi referido por si e por outros, a ANACOM só está interessada em defender os interesses da PT. Que eu saiba não existe nenhum estudo de cobertura da rede instalada pela PT. A ANACOM deveria ter encomendado esse estudo a uma entidade independente para medir não só o nível de sinal mas também a qualidade do mesmo (BER, MER, C/N, interferencia co-canal, etc.). Conheço muitos casos de pessoas que vivem em zonas supostamente cobertas e não conseguem receber o sinal em condições. O sinal fica estável durante uma parte do dia, mas há alturas em que ‘congela’ ou então, começam a aparecer macroblocos. Isto depois de reorientar antenas e instalar amplificador de sinal. Ora, isto parece ser um efeito de interferencia de um emissor fora do intervalo de guarda. Sei de umas medidas que foram feitas a norte de Aveiro com um analisador de TV da Rhode & Swarchz que confirmaram este problema. O mais certo é a taxa de cobertura não corresponder ao projectado, e como tal, não cumprir o caderno de encargos, que já de si impunha uma taxa de cobertura muito aquém do recomendável.

    Não me querendo alongar, acho que os principais problemas deste processo são (já referenciados neste blog): TDT pouco ou nada atrativo; Má promoção; Preços da mudança elevados para o cidadão (com tratamento desigual entre Portugueses); Má cobertura da rede;
    Face a toda esta trapalhada, parece mais ou menos óbvio, que o ideal seria repensar todo este processo, com a tutela a obrigar o regulador a cumprir a sua verdadeira função, defender o interesse comum dos cidadãos. O processo de switch-off deve ser adiado criando condições para resolver todos os problemas já sobejamente identificados. Até porque a utilização por parte da ANACOM da imposição (é apenas uma recomendação) por parte da CE para o fecho do analógico é falsa (esta postura devia ser devidamente divulgada porque denota má-fé!)

    Obrigado por abraçar esta causa pública.

    Cumprimentos.

  11. Caro Sergio , gostaria que fosem esclarecidos uns pontos : 1º-Porque foi utilizada uma unica frequencia para fazer a cobertura nacional , quando existe uma regra ou norma que diz : para se fazer a cobertura a 100% de um qualquer territorio é necessario a utilização de 4 frequencias , permitindo a sua sobreposição sem causar perturbações entre elas . 2ª- Porque limitam o acesso a recepção por satelite , quando o cliente acaba por pagar o equipamento por completo , pois actualmente os receptores que existem no mercado para a recepção de TV Satelite com sistema de encriptação incorporada ficam precissamente no valor que a PT cobra , logo esses equipamentos deveiam estar a venda em qualquer lugar e permitir a pessoa escolher livremente sem ter que medingar , justificando que está numa zona sem cobertura …. e ainda por cima se fosse para obter esse mesmo equipamento a um preço reduzido , mas não é mesmo para pagar na totalidade !!!, e ainda vem com o pretexto de que so se pode adquirir 3 equipamentos no maximo para a mesma casa , devido a limitações tecnicas ???? qUE ABSURDO , como se no satelite hovesse limitações , quando na realidade se trata so de gerar mais um numero que é transmitido para que o dito receptor e cartão funcionem ,ora aqui gostava de colocar a pergunta : e se o cliente quizer adquirir 4 ou 5 meo para a mesma casa ai imagino que já não há limite tecnico atraves do satelite , pois como é para facturar , tudo é possivel .

  12. 3ª Pergunta , tem a ver quanto a suposta dificuldade em suportarem mais repetidores , ai so tenho a dizer , que deixem de jogar areia nos olhos das pessoas .É so fazer as contas , a potencia emitida por todos os emissores TDT em portugal não fazem sequer a potencia de um UNICO emissor Analogico em UHF , como exemplo o canal 2 da Foia 500KW tinhamos que ter 250 emissores TDT com 2KW em portugal o que não é o caso .Portanto so a poupança em termos de energia permite reforçar sem problemas as zonas sem cobertura ai sim numa frequencia diferente sem causar problemas as ja existentes .

  13. Ainda para concluir em relação a custos : a rede actual so com os emissores da RTP 1 RTP 2 SIC e TVI tem uma potencia emitida a rondar os 15 MW o que equival a pelo menos um custo anual de 6.480.000 Euros em energia electrica ,partindo de 50 Euros o MegaWatt . Com a rede TDT temos uma potencia emitida a rondar os 234,498KW o que corresponde a 108.000 euros de custos de energia anual ……uma diferenca no minimo de 6 Milhoes de euros !!!! So falando dos emissores do continente ….por favor ponha estes numeros na mesa .

    Obrigado por algem tentar trazer a verdade a luz do dia só é pena não ser transmitido em todos os canais abertos , RTP1 ,RTP2, SIC TVI para que ai as pessoas possam saber o que está por detras da TDT .

  14. este debate na RTP Informacao é mais uma oportunidade perdida, porque é emitido num canal só acessivel atravez de uma plataforma paga! Porque será que Portugal continua com a cabeca enfiada na areia? Ate mesmo o operador publico, a RTP, foi um dos actuais responsaveis pela actual situacao! o debate parlamentar com o responsavel da Anacom que ocorreu ha uns meses atras, foi outra tentativa de tapar o sol com a peneira. nem mesmo o grupo de trabalho criado pelo Governo fez nada de produtivo!

  15. Várias questões podem e devem ser colocadas:
    – Porquê a ausência de quaisquer vantagem para o consumidor? Porque é que nos outros países a oferta de TDT foi expandida em vários canais e nós ficamos pelas “promessas” de ‘futuros canais’ que provavelmente nunca irão passar de isso mesmo?
    – Porquê forçar as pessoas a gastar dinheiro em descodificadores, novas antenas, novas televisões ou mesmo em moduladores numa altura de tão grande aperto para algo que vai fazer exactamente o mesmo, quem é que beneficia com isto tudo?
    – Porquê o autêntico desprezo por parte de todas as partes envolvidas no processo? RTP/SIC/TVI , PT, ANACOM, e outras entidades competentes? Repare-se que ao longo do último ano pouco esforço foi feito para se falar do assunto e agora quando a bomba está prestes a rebentar vemos todas as empresas a tentar limpar as mãos do problema.
    – Porque é que nunca se deu voz a quem realmente interessa (consumidores) e insistiu-se em passar a mensagem de que tudo estava a “correr às mil maravilhas”?
    – Porque é que nas altas competências ninguém pôs em causa todo o processo do TDT? Qual a autoridade da PT de estar a usar o TDT como “desculpa” para angariar mais clientes para o seu serviço pago em vez de efectivamente informar os clientes do TDT? Ou ainda porque raios tendo a PT ganho o contrato do TDT está a usar o mesmo para obter fidelizações de clientes?
    -E finalmente: Porquê fazer um debate num canal PAGO quando quem precisa de mudar para a TDT são essencialmente clientes que NÃO PAGAM pela TDT?

    E no final. Quem vai assumir as culpas do fiasco que foi a TDT? Ou será que como é costume neste triste país a culpa vai morrer solteira?

    Boa sorte para o debate Sergio.

  16. Caro Sérgio só duas coisas.

    Sabem os portugueses como é financiada a ANACOM?
    É financiada não pelo estado mas pela cobrança de taxas aos utilizadores do espectro (PT VODAFONE E OPTIMUS), logo quais os interesses que a ANACOM defende, os da populações ou os dos seus clientes?

    Porque não é feito um concurso internacional para leiloar os MUX que a PT não vai utilizar?

    Porque é que se defende a concorrência em tudo menos nos negócios da PT?

    O modelo de TDT mais em norma na europa é um modelo em que existe mais do que um operador de TDT, porque é que Portugal é diferente?

    Conheçe isto?

    Fonte: Relatório do Observatório Europeu do Audiovisual.
    (Comissão de Trabalhadores da RTP)

    Canais em TDT *
    ALBÂNIA 39
    ALEMANHA53
    ÁUSTRIA 18
    BÉLGICA 8
    CHIPRE 6
    CROÁCIA 6
    DINAMARCA 39
    ESLOVÁQUIA 7
    ESLOVÉNIA 13
    ESPANHA 48
    ESTÓNIA 44
    FINLÂNDIA 34
    FRANÇA 33
    GRÉCIA 12
    HOLANDA 26
    HUNGRIA 19
    ITÁLIA 70
    LETÓNIA 49
    LITUÂNIA 44
    LUXEMBURGO 11
    MALTA 66
    NORUEGA 24
    POLÓNIA 8
    PORTUGAL 4
    REINO UNIDO 59
    REP. CHECA 14
    SUÉCIA 41
    SUIÇA 12

  17. Uma pergunta que acho que devia servir de arranque ao Sérgio ou mesmo de início de conversa da sua parte devia ser:
    Quem é que ganha em Portugal com a plataforma de TDT mais pobre de toda a Europa?
    E no final de conversa deveria encerrar dizendo que lamentava que o único debate televisivo sério sobre TDT seja feito em canal pago e não na RTP 1 canal aberto e mais de 2 anos e meio depois da TDT estar a emitir em Portugal!
    O assunto que acho mais importante era o porquê de em toda a Europa as televisões públicas terem estado na linha da frente da divulgação da TDT e colocação de todos os seus canais do cabo na TDT e porque razão a RTP ao contrário de tudo o que era esperado e ao arrepio do interesse público que devia representar não tem nem mais um único canal na TDT (nem RTP Memória nem RTP Informação) e nunca se descolou nem dos interesses dos canais privados nem do conflito de interesses da PT detentora de uma plataforma de tv paga?
    Sinceramente Sérgio. CONTO MESMO CONTIGO PARA SERES A VOZ DO DESCONTENTAMENTO. NÃO TE DEIXES CALAR NEM MANOBRAR!

    Os meus sinceros cumprimentos!

  18. Muito obrigado a todos que estão a deixar aqui sugestões. Já estou em Lisboa. As dúvidas são mesmo muitas e espero que o debate esclareça os pontos principais e deixe claras as deficiências do modelo adotado, de forma que possa provocar uma reavaliação da TDT portuguesa.

  19. Porra Sérgio. Esses nervos pá!!! Valeu mas podias ter falado muito mais.
    Tu estás do lado certo do lado do interesse público como bem disseste: “A Anacom devia estar a defender a população e a tentar um modelo melhor para a TDT não dizer que está tudo perfeito…”
    Para a outra vez toma uns calmantes homem!🙂
    Os meus sinceros cumprimentos!

  20. o Eduardo cardadeiro deve pensar que esta em Espanha para falar com fala… esse senhor que deve estar a ser bem pago para tapar os olhos as pessoas vai sair-se muito mal em abril… e 90% de pessoas informadas? eu devo conhecer quase todos os 10% que nao estao informadas… que nabo esse senhor é. devia ter vergonha. ele é realmente o soldado que vai a marchar com o passo trocado… deve usar “oculos” de cabedal como os burrinhos esse senhor… so vê o que lhe interessa… chulo…

    Sérgio, parabéns e obrigado por estar do lado dos portugueses.

  21. Depois do apagão vai-se ver realmente se só 10% estará sem televisão. Foi uma vergonha a prestação do Sr. da Anacom, Aqui os Tugas que se desenrasquem e pk isto tudo foi feito para os lobbies das televisões por cabo ganharem mais uns valentes trocos à custa dos pobres.

    cump.

  22. E este assunto continua muito quente.
    No portal zwame na categoria “digital life” no tópico TDT durante a noite de ontem foram produzidas dezenas de comentários completamente contrários à posição do representante da Anacom no debate da RTP Informação de ontem.
    Hoje assim do nada foram completamente apagadas e respectivamente censuradas todas as mensagens que constavam naquele fórum entre as 22h22m e as 11h04m. Este fórum zwame é sistemático na censura a temas sensíveis e mais uma vez se prova que há pessoas que não sabem conviver com liberdade dos outros pensarem. É uma vergonha censurarem o pensamento só porque não se concorda com ideias diferentes. A pt tem os seus interesses bem defendidos no zwame.
    Acho que está na hora de aparecer um fórum sobre TDT que não viva com pensamentos típicos de ditaduras e que se comporte da forma indecente como o zwame tem sistematicamente feito.
    Se fosse um país normal devia ser imediatamente feito um boicote total ao zwame por parte das pessoas que realmente se interessem pela verdade, interesse público e procura de outro modelo de TDT porque este que nos foi imposto é uma fraude.

  23. O anuncio publicitário no canal 1, televisão pública é assim “de janeiro a Abril a televisão vai mudar para TDT, com melhor som e melhor imagem, veja se a sua televisão está preparada, se tiver uma televisão TDT igual a esta, não precisa fazer nada, se for como esta, veja se tem uma destas entradas, se tem , só tem de comprar um descodificador ligá-lo à TV e antena e pronto…” que lindo e simples… mas quando compramos os descodificadores à PT, ligamos ao televisor e antena, e sinal!!! nem vê-lo depois de tantos telefonemas para PT e ANACOM com respostas standarizadas e que nada nos dizem… temos de contactar um técnico, pago por nós, para verificar que o sinal da TDT não é captado pela antena que nos fornece o serviço dos 4 canais da televisão analógica até à presente data, num prédio de 8 condóminos com 10 anos de existência que se situa numa zona urbana do conselho de Coimbra.
    Temos de comprar nova antena, mudar os amplificadores, custos que vão entre os 150€ e 250€, só depois de uma avaliação de todo o material existente nos pode garantir o preço final. Sem prejuízo dos televisores compatíveis e descodificadores. Onde está a televisão igual para todos, a custos iguais para todos??? Ou será mais simples aderirmos a um contrato de televisão paga??? vamos lá operadoras o vosso terreno está fértil!!

  24. O anuncio publicitário no canal 1, televisão pública é assim “de janeiro a Abril a televisão vai mudar para TDT, com melhor som e melhor imagem, veja se a sua televisão está preparada, se tiver uma televisão TDT igual a esta, não precisa fazer nada, se for como esta, veja se tem uma destas entradas, se tem , só tem de comprar um descodificador ligá-lo à TV e antena e pronto…” que lindo e simples… mas quando compramos os descodificadores à PT, ligamos ao televisor e antena, e sinal!!! nem vê-lo depois de tantos telefonemas para PT e ANACOM com respostas standarizadas e que nada nos dizem… temos de contactar um técnico, pago por nós, para verificar que o sinal da TDT não é captado pela antena que nos fornece o serviço dos 4 canais da televisão analógica até à presente data, num prédio de 8 condóminos com 10 anos de existência que se situa numa zona urbana do concelho de Coimbra.
    Temos de comprar nova antena, mudar os amplificadores, custos que vão entre os 150€ e 250€, só depois de uma avaliação de todo o material existente nos pode garantir o preço final. Sem prejuízo dos televisores compatíveis e descodificadores. Onde está a televisão igual para todos, a custos iguais para todos??? Ou será mais simples aderirmos a um contrato de televisão paga??? vamos lá operadoras o vosso terreno está fértil!!

    Deixar um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s