“Onde está o Estado para proteger as pessoas?”

Trechos do pedido que fiz na Assembleia da República, para que os deputados instaurem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a TDT em Portugal.

4 responses to ““Onde está o Estado para proteger as pessoas?”

  1. Sérgio, quero desde já dizer que gostei mesmo muito bastante da tua prestação lá na AR, segui todo o colóquio através do stream do Canal Parlamento, e uma vez mais volto a dizer que gostei mesmo muito das tuas intervenções, das questões que deixas-te no ar, de todo o apoio que tens demonstrado a esta causa da nossa miserável TDT…
    Quero portanto aqui te deixar uma palavra de apoio e que não desistas do teu trabalho, pois acredita quando te digo que o estás a fazer de uma forma muito profissional.
    Pelos comentários dos outros users que eu aqui tenho visto, sei que todos eles também te apoiam ao máximo, por isso espero que todo este nosso apoio te ajudem neste luta contra todo este vergonhoso processo de implementação (IMPOSIÇÃO) da TDT cá em Portugal, e aqui estão obviamente também incluidas todas aquelas “negociatas” que já temos vindo ouvir falar…

    Sérgio o meu muito grande e sincero obrigado por tudo.

    Abraço, JONAS

  2. Eu também quero aqui deixar palavras de reconhecimento e apoio ao Sérgio Denicoli, mas quero também lembrar a toda a gente que ele é um Homem só (e que tem a sua profissão e as suas tarefas na Universidade, etc)
    É necessário que haja mobilização geral. É necessário que mais gente se insurja, que reclame, que venha a público falar, que telefone e escreva para as televisões (sei que a RTP está muito receptiva a reclamações), é necessário que toda a gente pressione o Governo para mudar este estado de coisas.
    Vamos deixar o Sérgio, por muito que já tenha feito, continuar a carregar sozinho esta luta? Não pode ser!
    Temos que nos unir, temos que protestar e agir onde dói mais, abdicando, desistindo da TV por assinatura e de outros produtos das empresas que mais têm benefeciado com este escândalo.
    É necessário que as autoridades percebam que isto não é um problema de um académico que discorda da TDT que está a ser implementada. Temos que lhes fazer perceber que somos nós, a população, que NAO VAI ACEITAR este processo.

    Quem cala consente. E a maioria tem estado muito calada. Só assim é possível que a TDT avance como está. Por não haver mais pessoas a reclamar o suficiente.

  3. Rui Gabriel Ramos Cleto

    Parabéns pela persistência e coerência que tem demonstrado neste processo. É necessário exercer a plena cidadania, “dando a cara”, para que este país avance!
    Rui Cleto

  4. Obrigado a todos que têm acompanhado o meu trabalho e também colaborado, com a troca de informações que as redes sociais permitem. Muitos dados que foram apresentados na AR, após serem devidamente apurados, surgiram a partir de posts no Facebook, em fóruns e também a partir dos comentários deixados aqui no blog.

    Concordo que temos que ser militantes e exigentes. Se nos mantivermos unidos e coerentes conseguiremos que percebam a nossa mensagem. Quando há uma pressão popular as coisas tentem a mudar. Portanto, seguimos lutando por uma TDT mais justa.

    Abraço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s