52% dos municípios portugueses têm cobertura deficiente da TDT

Segundo uma lista divulgada pela Anacom sobre a rede da TDT implementada pela Portugal Telecom até 13 de fevereiro deste ano, 52% dos 308 concelhos do país têm uma cobertura inferior aos 90,12% da população determinados pela Lei como cobertura mínima no continente.

Deste total, 8% dos concelhos (25 municípios) têm uma cobertura  que não atinge nem metade da população. Há casos, como os conselhos açorianos de Santa Cruz das Flores, Lajes das Flores e Corvo, onde não há qualquer sinal da TDT.

A lista com a percentagem de população coberta em cada concelho pode ser baixada aqui.

14 responses to “52% dos municípios portugueses têm cobertura deficiente da TDT

  1. A cobertura devia ser por percentagem de território e não percentagem de população , pois é diferente dos 90% da população, de 90 % de território , a cobertura por população restringe a área de cobertura da TDT , por isso é que há muitas zonas com sinal fraco , foi um bom golpe da PT pois nas zonas de sombra e de sinal fraco as pessoas mais induzidas a aderir aos serviços por subscrição.

  2. Mas parece que só veem as coisas quando elas já estão feitas. E por vezes nem assim. Todo o processo da TDT em Portugal é vergonhoso. Fico a pensar nos mais pobres dos concelhos com menor cobertura. É uma crueldade privar as pessoas de ver televisão, que é a única distração de muitos, sobretudo idosos. É muito triste.

  3. Devido às percentagens baixas de cobertura, a PT colocou ou foi obrigada a colocar mais emissores nessas zonas com baixa percentagem assinaladas a vermelho, sendo assim, por exemplo no Alentejo, numa semana surgiram diversos novos emissores, nomeadamente, em Ferreira do Alentejo, Almodovar, Mendro (para servir Portel, Moura e Pias) e Barrancos. Também foram colocados os emissores de Sousel, Campo Maior, Mora e Marvão, no Alto Alentejo.

    Tudo sobre os emissores, localizações e fotos em http://tdtnoalentejo.blogspot.pt/

  4. Caro José Moreira,
    Sabe se a Anacom já divulgou a lista com os novos retransmissores? Sabe também se foram as autarquias que pagaram pelos aparelhos ou se foi a PT que arcou com os custos?

    • Sim, a PT já divulgou a lista oficial dos novos emissores/retransmissores. Informo que os microemissores têm uma potência mesmo muito baixa. Quem pagou? Também gostava de saber quem foi… Com os seus conhecimentos dentro da AR, pode questionar os “senhores” que estão no poder, sobre esse facto.

      Lista em http://tdt.telecom.pt/empresas_profissionais/

  5. Caro José Moreira,

    No site da Anacom encontro apenas os dados divulgados aqui, que são de fevereiro. Quanto à informação sobre quem paga os repetidores que estão a ser instalados nas zonas de sombra, ela não tem sido divulgada. A Anacom é o braço técnico, na área das telecomunicações, do sistema democrático. Ela deveria suprir o Parlamento e a população com informações. No entanto, quando há indícios de que o regulador foi “capturado” pelo regulado, um dos principais sintomas é justamente a falta de divulgação de dados. Não tenho conhecimentos na AR, a não ser como um cidadão ativo, mas ouvi discursos, por parte da oposição, a dizer que não se consegue saber quem paga os repetidores. É mais um dos pontos obscuros da TDT portuguesa.

  6. O cidadão português típico acha que intervir activamente em defesa de causas é só para os “outros”. Ninguém, ou quase ninguém, fez pressão sobre os políticos para não termos esta TDT de m***a. E quando alguem faz um pouquinho, acham-no logo um “sobre-natural”, com “conhecimentos”.

    Não meus amigos concidadãos! O Sérgio é um cidadão comum, não tem super-poderes. Toda a gente deixa para “os outros” o dever de intervir…

    Cada povo tem a TDT que merece.

  7. É um processo muito nebuloso. Vem desde a PT/Governo/AR por aí abaixo até aos Presidentes de Câmara. Questionei o presidente do meu município e, porque sou da “oposição” a resposta que obtive foi “chapa cinco”: estão a envidar todos os esforços junto da PT e ANACOM para que a população não fique prejudicada, bla, bla, mas não abre o jogo.
    Do que sei parece que inclusivamente os deputados na AR não afectos ao governo pouco mais sabem que nós…

  8. Obrigado José Moreira. A lista da PT eu conhecia, mas ela não traz o percentual coberto e há sérias dúvidas sobre quem está a pagar estes retransmissores. Como disse o Manel, é tudo muito nebuloso. Parece que vivemos tempos totalitários, cheios de mistérios em relação às questões públicas. As informações “oficiosas” dizem que os retransmissores que estão a ser instalados custam três vezes mais que em Espanha. No entanto, não há confirmações oficiais sobre preços praticados, etc.
    Quanto ao que disse o Pathlost, realmente sou um cidadão mais que comum, sem qualquer tipo de influência, e tenho encontrado muitas dificuldades em obter dados para uma tese académica, realizada no âmbito de uma prestigiada universidade.

    • Os emissores estão instalados, eu próprio verifiquei, porque “trabalho” para o blog TDT no Alentejo, quanto à cobertura, também testei, porque tenho um pequeno lcd 7″ com descodificador mpeg-4 instaladoo no carro e faço as leituras. Os emissores novos já estão a funcionar.

      O que foi interessante, foi o mistério dos números efetivos de recetores DTH para as zonas sombras que já foram vendidos atualmente, divulgados pela Anacom. Também reparei que os valores a pagar às pessoas de forma a usufruirem da comparticipação estava a tornar-se elevado, daí seria mais “barato” a instalação de mini emissores, desta forma poupar-se-iam alguns €€€€ dos cofres da PT.

  9. Os subsídios eram praticamente inacessíveis diante de tanta burocracia e, no caso das zonas de sombra, eram pouco atrativos. Tanto que, conforme documento da Anacom, a adesão foi “reduzidíssima”. Parece-me que o reforço da cobertura foi mais um negócio, no entanto o mistério não nos deixa saber quanto custaram os repetidores para as autarquias.

  10. Junta de Freguesia oferece sistemas de Televisão Digital a idosos carenciados, mais informações no http://tdtnoalentejo.blogspot.pt/

  11. Rui Gabriel Ramos Cleto

    Familiares meus estão em Vila Real de Santo António (Algarve) e constataram, junto de um técnico instalador que foi montar o sistema TDT na casa de férias, que a captação nesta cidade portuguesa é excelente no que respeita aos canais espanhóis (mais de 30) e deficiente – com falhas permanentes, no que respeita aos canais portugueses (4), devendo-se ao facto de apenas existir emissor em Tavira – o mais próximo. Contra factos não há argumentos!
    Neste exemplo – uma cidade de média dimensão, em Portugal, para captar os parcos 4 canais é o que se pode observar…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s