TDT será transmitida em rede de multifrequência

A ANACOM acaba de divulgar que irá adotar a rede de multifrequência para as transmissões da TDT. Isto significa que os sinais televisivos serão difundidos em vários canais de frequência e não em apenas num canal.

Afinal é uma boa notícia, pois a medida irá reduzir as auto-interferências e poderá melhorar a qualidade da imagem.

Eu mesmo fui um dos que defendeu a rede de multifrequência (MFN), pois antes do apagão analógico já era sabido que a frequência única iria provocar problemas, o que foi muito benéfico para as empresas de TV paga. Só me pergunto porque a medida veio apenas agora.

Resta saber se a decisão irá realmente resultar em melhorias, como possibilita a alteração. Mas, quando se trata da TDT em Portugal, tudo é possível.

Veja aqui a decisão da ANACOM.

Anúncios

3 responses to “TDT será transmitida em rede de multifrequência

  1. O relatório desta decisão está cheio de erros e omissões. Alguns flagrantes. Deixam-me sinceramente preocupado com a qualidade técnica do nosso regulador. Como é por exemplo possível que os técnicos da ANACOM não saibam a diferença entre emparelhar um cartão com o receptor ou um receptor com o cartão? Os recpetores da PT estão emparelhados com os cartões, mas os cartões NAO ESTAO EMPARELHADOS com o receptor, podendo ser inseridos livremente noutro aparelho do mercado, que não da PT. Como é também possível a ANACOM acreditar na explicação da PT que a compressão vídeo leva 5 segundos, quando é fácil encontrar no mercado aparelhos a comprimir em 100 milissegundos… Enfim, 2 exemplos, há muitos mais… dá ideia que a ANACOM aceita tudo o que a PT diz sem ir confirmar.

  2. Pingback: TDT será transmitida em rede de multifrequência | NovidadesTV.com

  3. Há muito tempo que não escrevo nada sobre a TDT. Já nem vou a fóruns dizer nada porque são todos muito pouco organizados. Tenho lido algumas discussões interessantes mas que acabam sempre com cada um a ter a sua razão. A MFN era uma necessidade. só passados 4 anos do lançamento da TDT é que se vai passar (irá mesmo?) da rede SFN para a nova multicanal. E é isto. Em 4 anos muita coisa devia ter mudado mas não mudou nada. Ou melhor! Mudou o panorama do modelo de ver televisão em Portugal. Hoje em dia 77% das pessoas que vêem televisão fazem-no pagando a um operador. Só 23% têm televisão por antena. Tenho assistido ao absurdo de ver pessoas defenderem uma TDT paga! Ou seja ainda mais do mesmo. As discussões sobre mais canais na TDT está a morrer. Mas já se fala muito de TDT paga. Ou seja: decididamente as pessoas em Portugal não se importam mesmo de pagar para ver televisão. É uma espécie de status assim como quem já foi a Angola, é um status social a posse de um telemóvel. A TDT por cá é isso mesmo. Sinal de pobreza. Se em 1997 eu era um extra-terrestre cada vez que falava que tinha tv cabo hoje ter TDT passou a ser sinal de estar completamente ao lado do acto de ver televisão. Muita coisa se tem dito mas um facto é que o desgoverno que temos não se interessa pela TDT porque dela não lhe vêm receitas. Mas a cada assinatura de televisão paga, o Estado arrecada 23%. E este sim é o maior entrave a que se discuta a TDT em termos. O Estado tornou-se empresarial. Se não dá guito estão a marimbar-se. Serviço público ou servir o interesse público deixou de estar na agenda governamental. Em todos os países o Estado através das televisões públicas tomou a dianteira da TDT colocando todos os seus canais livremente na TDT. Por cá é a vergonha internacional. 2 canais do estado e 2 privados. A ARTV é um “serviço” não se esqueçam! Míseros e ainda por cima com uma questão que julgo que devia ser investigada se vivessemos num estado de direito. Qual a razão pela qual eu neste momento (e acabei de o reconfirmar) tenho um desfazamento de emissão de cerca de quase 8 segundos entre a emissão da TDT e a emissão analógica da zon e cerca de quase 6 em relação à fibra da meo? Há alguma razão válida, técnica ou mesmo matemática para isto acontecer? A que é que isto leva? Há dias assistia a um jogo de futebol na TDT e tive de ir para o cabo porque ouvi os vizinhos gritar golo quase 8 segundos antes. Depois a juntar a isto já não vale a pena falar de mais canais. Já há muito que se viu que a plataforma TDT segue guia de marcha para acabar provavelmente no final da duração desta licença. Até porque aquilo agora de ter de contratar mais gente para andar a mudar os multiplexeres de canal e reajustar pequenas redes de SFN só lhes vai dar chatice. E que dizer da idiotice de a RTP, SIC e TVI andarem a pagar um sinal que foi dividido em 3 partes quando o que deveriam pagar era os mb´s que utilizam desse mesmo sinal? A PT agradece a monumental palhaçada em que se transformou esta TDT. O meo está quase nos 40% por cento de mercado de tv paga. Para os entusiastas das comunicações fica um futuro não muito distante de ir visitar os centros emissores da TDT desactivados como quem visita agora os da tv analógica ou os de onda média. A TDT em Portugal é já o futuro antecipado. Ou seja é uma relíquia antes sequer de ser uma realidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s